Tag: reeducação

Encontrando tempo para comer bem!

Bom dia meninas, tudo bem?

Essas duas últimas semanas foi bem corrida pra mim, estava em época de provas na faculdade, e algumas mudanças no meu serviço, então tive que deixar até mesmo de ir à academia para conseguir administrar tudo da melhor maneira possível.

Eu sei que muita gente também tem o dia a dia corrido, e realmente acabamos deixando de lado a preocupação com a dieta, para focar em outros assuntos, por isso o tema de hoje é exatamente sobre como administrar esse tempinho que nos resta para se alimentar bem.

Primeiro de tudo eu gosto de enfatizar que se reeducar é mudar realmente os hábitos alimentares, independente do momento que esteja passando. Quando digo isso não quero que pareça um ato radical, e sim como algo para a vida toda.

A escolha de hoje reflete também a longo prazo!

A tendência de quando não temos tempo para preparar algo saudável é apelar para os industrializados, isso não vai fazer mal, desde que não seja feito com frequência e que sejam opções menos prejudiciais.

Quando eu digo menos prejudiciais, estou falando de um coockies integral sem adição de açúcar, por exemplo, ao invés de um salgadinho.

Frutas como: banana, maçã, pera e goiaba, que são fáceis de carregar e não precisam de nenhum preparo (descascar previamente, picar, colocar em potinho).

Se tiver que ir comer em algum restaurante, prefira sempre por Kilo e não self-service (que paga taxa única e come a vontade), porque a tendência é sempre comer muito mais quando temos “liberdade”. Prato simples: muita salada no prato, carboidrato suficiente para suas necessidades nutricionais e proteína.

Parece bobeira estar falando isso, mas quem é que na pressa não pegou um prato de massa e já achou que era suficiente?
Pois é, devemos analisar a qualidade do nosso prato e deixa-lo sempre bem colorido!

 

Não conseguiu tempo pra atividade física?

Tudo bem, nada de desespero! Já que você está queimando menos calorias que o de costume é bom compensar isso na comida… Como eu treino no período da manhã, acabei reduzindo um pouco na quantidade de calorias que como a noite, já que fiquei 2 semanas sem treinar. Dessa maneira dou uma compensada para evitar engordar.

Nunca esquecer que ás vezes é bom sim nos permitir a comer algo diferente, que esteja com vontade, mas isso deve ser feito esporadicamente e não com muita frequência, por que se não vira rotina, e a nossa rotina deve ser a melhor possível para que a nossa saúde não seja prejudicada.

Espero que tenham gostado,

semana que vem tem mais 😉

Beijos
Samara Lampreia

Como reduzir a vontade de comer doces!

Bom dia meninas, estão bem??

Espero que tenham aproveitado o fim de semana tanto quanto eu, que deixei de lado a dieta pra comemorarmos o aniversário do meu noivo – sem peso na consciência!

Essa comemoração inclui bolo, doces, lanche e churrasco! Se eu comi tudo isso? Sim eu comi, e volto a repetir que sou uma pessoa normal e não me privo de comer coisas que esteja com vontade… Mas é preciso tomar cuidado para não perder o controle da situação!

A prova do crime rs

Eu geralmente abuso apenas nas refeições que são principais, por exemplo, no sábado íamos numa lanchonete a noite, então mantive meu café da manhã e almoço mais leve e na parte da tarde comi sorvete e a noite lanche – sendo assim dei uma equilibrada, pra não estragar o dia inteirinho!

Bom mas vamos agora ao assunto dos doces, que costuma ser o maior vilão das mulheres rs

Geralmente o consumo contínuo do açúcar (que está presente em praticamente todos os doces) acabam causando uma “dependência”, o que torna um problema para quem o come constantemente, porque gera aquele ciclo vicioso: quanto mais doce se come, mais doce se quer comer.

 

Existem algumas dicas que eu gosto bastante para reduzir a vontade de comer esse doces “ruins”, que contém muito açúcar na composição e não agregam qualidade na nossa alimentação.

Comer alimentos que contenham triptofano, que ajuda na formação de serotonina, proporcionando então sensação de bem estar

Alimentos ricos em triptofano
Alimentos ricos em triptofano: carnes (principalmente peixe), leite e derivados e ovos

 

Alimentos ricos em triptofano
Alimentos ricos em triptofano: amendoim, grão de bico e ervilhas frescas

 

Comer de 3 em 3h, ou quando sentir fome (não precisa esperar necessariamente as 3h para comer se você está com fome antes disso), porém é preciso saber distinguir fome de vontade de comer. Se você está sempre bem alimentada, diminui muito a chance de querer comer algo que não seja necessário, por isso é muito importante não ficar longos períodos em jejum

Evite pular refeições

Substituir alimentos comuns por opções integrais, que contenham propriedades mais benéficas!

Exemplo: o coockies integral feito com açúcar demerara, se torna uma opção muito melhor do que um coockies comum

Comer chocolate acima de 70% por causa do alto teor de antioxidantes, ajuda na saciedade (contém muitas fibras), melhora o astral e ajudar a diminuir o colesterol ruim

O consumo regular de chocolate amargo, com um percentual superior a 70% de cacau, pode nos ajudar a manter-nos acordados e favorecer o aprendizado, graças a seu teor de flavonoides

 

Espero que tenham gostado dessas dicas, e se tiver algum tema que queiram que eu fale é só colocar aqui nos comentários…

Beijos e até semana que vem 😉

Samara Lampreia

Como inserir alimentos mais saudáveis no dia a dia!!

Bom dia meninas, tudo bem??

Espero que tenham aproveitado o final de semana, e que comecem a semana totalmente renovadas, e claro com muito foco na alimentação e saúde.

Pra dar um ânimo na dieta, hoje vou falar sobre algumas opções mais saudáveis que podem ser inseridas no nosso dia a dia, sem prejudicar a nossa alimentação.

Antes de começar com as dicas, quero deixar claro que sei que a maioria dos alimentos integrais que circulam no mercado, não são totalmente integrais e que contém açúcar também. Apesar de não ser defensora da farinha e açúcar refinado, sou completamente contra o radicalismo, e não sou a favor de excluir totalmente os alimentos da dieta.

Durante anos fiz vários tipos de dietas, e a maioria delas restringiam vários alimentos do meu cardápio, só que toda vez que encerrava o regime eu estava com tanta vontade dos alimentos “proibidos” que acabava comendo de maneira exagerada, e como consequência disso engordava novamente.

A melhor alternativa é mudar a mente, e entender que devemos comer o suficiente para o nosso corpo funcionar, e saber distinguir fome de vontade de comer!

Então acho importante ter algumas opções preparadas para quando sentir vontade de comer algo diferente, mesmo que o alimento não seja totalmente integral, ele acaba contendo mais fibras que ajudam no funcionamento do nosso organismo e também faz com que habituamos o nosso paladar com sabores diferentes…

Café da manhã estilo americano com menos calorias.

Lanches usando pães integrais.

Biscoitos integrais – hoje em dia temos várias opções sem glúten (o Aruba que está na foto é uma delícia e lembra biscoitinho amanteigado).

Café da manhã completo e rico em fibras: Ovo com chia (ótima proteína para ser ingerido pela manhã) e frutas com granola sem glúten e sem açúcar.

Salgadinho: além de não conter glúten e lactose o sabor é maravilhoso!

Essas são algumas das opções que procuro recorrer quando estou com vontade de comer algo diferente, mas não esqueçam que devemos comer sempre com moderação e preferir o alimento da forma mais natural possível!

Espero que tenha gostado dessa alternativas saudáveis para variar a sua alimentação 😉

Beijos e até semana que vem <3

Samara Lampreia.